temas

Como denunciar uma violação de direitos autorais (plágio)

19/abr/2013

Por Sut-Mie Guibert |

Ser blogueiro dá trabalho! Mas sabemos que, volta e meia, um site opta por “seguir o caminho mais fácil” e pular esta parte! Resultado: lidar com o plágio é uma das mazelas da profissão! Existe o pensamento muito disseminado de que “se está na internet é de domínio público”, mas não é bem assim…

Muitos acham que a cópia é permitida se o link original for citado no final do post, e não raro o plagiador argumenta que, na verdade, está ajudando a divulgar ambos, o post original e o blog! Ou seja, esses ainda desejam profundos agradecimentos! Encontramos assim muitos blogs que se alimentam do conteúdo de outros blogs, através de um “plug-in” tipo feed, que reproduz os posts publicados de blogs escolhidos.

São Blogs/Sites que não produzem conteúdo nenhum, que não têm trabalho criativo algum de própria autoria, mas acabam criando um site super informativo, já que tem uma variedade de assuntos, em função dos “blogs vítimas” escolhidos. E, obviamente, enchem esse site de publicidade Adsense ou outros, gerando uma fonte de renda que funciona praticamente sozinha.

De vez em quando aparece um site desses – semana passada mesmo, descobrimos mais um site que puxava os posts de vários dos blogs associados! Por isso acreditamos que é importante e um bom momento compartilhar a experiência das melhores atitudes a tomar nestes casos:

– Primeiro sugerimos procurar algum contato, como um e-mail para o qual você possa escrever e expor a sua vontade expressa de que o plágio do seu post seja retirado. O problema é que, em geral, esse contato obviamente não existe. Outra opção é deixar um comentário no seu post plagiado pedindo para que este seja retirado.

– Em seguida, verificar se esse blog tem Fan Page no Facebook. Pode ser que o seu post esteja lá também estampado, com uma chamada para o site! Ali também você pode deixar o mesmo comentário. O quanto mais você puder demonstrar a sua vontade, melhor – mas cuidado para não ser agressivo ao escrever. Expresse a sua solicitação de forma clara e objetiva (pode parecer absurdo, mas o plagiador pode inverter a situação e querer “arrumar” problemas, dizer que está sendo assediado, etc). O que pudermos fazer para evitar problemas, melhor.

– Se o plagiador não retorna o contato e não resolve, partimos então para a etapa seguinte: denunciar o blog plagiador à sua hospedagem e podemos preencher uma DMCA Digital Millennium Copyright Act (em português, Lei dos Direitos Autorais do Milênio Digital). Trata-se de uma lei de direitos autorais dos Estados Unidos que criminaliza não só a infração do direito autoral em si, mas também a produção e a distribuição de tecnologia que permita evitar medidas de proteção dos direitos de autor.

Neste caso, vale ficar atento a um detalhe:

– Se o blog infrator estiver no Blogger, denuncie aqui!

– Se o blog infrator estiver hospedado no WordPress.com, denuncie aqui!

– Se o blog em questão já estiver com domínio próprio, para descobrir onde o blog está hospedado, acesse: www.whoishostingthis.com

– Se o plagiador está hospedado no hosgator: www.hostgator.com/dmca

3ª etapa: independente de onde o site esteja hospedado, podemos também fazer uma denúncia ao Google (para que os links plagiados desapareçam do sistema de busca): Entre aqui: www.google.com/webmasters/tools/dmca-notice

Todos têm mais ou menos a mesma estrutura e obedecem a DMCA (cujo o texto pode ser encontrado no site do U.S. Copyright Office). Você precisa preencher o formulário com:

– seus dados (nome, nome do Blog, e-mail, país de residência),

– descrição do seu blog com URL,

– uma descrição do Material que supostamente representa violação (URLs do material supostamente infrator cuja remoção você está solicitando. Se este aviso abrange mais do que um trabalho protegido por direitos autorais, você vai inserir os URLs infratores de cada trabalho violado) e no final,

– declarações juramentadas de que a pessoa realmente não teve a sua autorização para reproduzir o seu material e

– sua assinatura eletrônica.

No exemplo que usei da semana passada, imediatamente após ter preenchido o formulário, recebi um e-mail com número de atendimento (ticket ID) e 2 dias depois, uma resposta dizendo que o plagiador já havia retirado os posts plagiados do ar, o que, efetivamente aconteceu. Portanto, serviços rápidos e aparentemente eficazes! Se a pessoa não tivesse tomado essa atitude antes, certamente o seu site sairia do ar e também do Google.

Ao encontrarem um site desses, que se alimenta dos posts de outros blogueiros, não se esqueçam de avisar igualmente os colegas (é assim que ficamos sabendo do plágio, ou por pingback no seu blog)! Quanto mais pessoas preencherem a DMCA, mais rápido o site plagiador será investigado e poderá sair do ar!

Não vamos nos iludir: esses sites de má fé sempre vão existir, mas quanto mais informados e coesos estivermos, melhor!

Fotos: Jakub Krechovicz (1ª), Alfonzo Díaz (2ª) e Kamatero (3ª) | Stock.Xchng

_______________________

Sut-Mie Guibert  é jornalista, formada em Comunicação Social pela Sorbonne, França — onde nasceu. Atualmente é Diretora de Mobilização e Integração da ABBV e editora do blog Viajando com Pimpolhos.

 

Facebook Twitter Plusone

Comentários

  1. 21 nov, 2013

    Olá.

    Muito bom. Não podemos nos acomodar diante do plágio, devemos combater sempre o parasitismo intelectual e fazer valer o direito do autor.

    Infelizmente, quando descobri o plágio do meu poema, ele já havia se disseminado de forma absurda pela internet. Esse meu poema: A pedra. Circulava como de autor desconhecido ou com o nome de plagiadores. Agora aparece como de Chaplin, Renato Russo, Fernando Pessoa, sem citar a autoria, em versões modificadas não autorizadas…
    O real autor é Antonio Pereira (Apon). Todos os esclarecimentos em: http://www.aponarte.com.br/2007/08/pedra.html

    A forma original do poema:

    O distraído, nela tropeçou,
    o bruto a usou como projétil,
    o empreendedor, usando-a construiu,
    o campônio, cansado da lida,
    dela fez assento.
    Para os meninos foi brinquedo,
    Drummond a poetizou,
    Davi matou Golias…
    Por fim;
    o artista concebeu a mais bela escultura.
    Em todos os casos,
    a diferença não era a pedra.
    Mas o homem.

    Se possível, conto com a sua colaboração e de seus leitores na divulgação desses esclarecimentos em Blogs/Sites e Redes Sociais.

    Um grande abraço.

    Antonio Pereira (Apon)

    Responder

    29 jul, 2014

    Caro Antonio, Coincidentemente li este artigo hoje e lembrei do poema, pois recebi de uma amiga recentemente, sendo que o poema foi colocado sobre uma imagem e nele não continha autoria. Como contribuição e para combater este tipo de proliferação de obras “sem dono” (autor desconhecido, etc.), sempre que um texto me agrada, antes de compartilhar, pesquiso sobre a origem da autoria, o que não é difícil se cada um fizer uma pesquisa na internet. Neste caso, inseri o texto “Ator: Antonio Pereira (Apon), Livro: Essência, 1999” ao final da imagem e agora vou compartilha com meus conhecidos, mas com a certeza de que saberão quem realmente o escreveu. Parabéns!!

    Abraço.
    Carlos Costa

    Responder

  2. 23 nov, 2013

    Obrigada pelo post!
    Acabei de fazer uma denúncia no Google pois um site copiou uma imagem do meu blog.
    Abs.

    Responder

  3. 17 maio, 2014
    Flavia Guimarães

    O que fazer quando vejo minha poesia da minha autoria em outra pagina sem meu nome e código seguro peço ajuda

    Responder

  4. 3 jun, 2014

    Site vende bolsas e produto falsos.

    Responder

  5. 6 jun, 2014

    Olá, ótima matéria. Mas tenho dúvidas quando o plágio não é objetivo, não é o ctrl c ctrl v simples. Muitas vezes acontece de outros blogs realizarem postagem com texto descaradamente copiado do meu, mas mudando a ordem dos parágrafos, substituindo palavras por sinônimos, mas que ao analisar as postagens lado a lado, nota-se que foi uma cópia da ideia, do formato e até mesmo do texto de certa forma. Mas como provar? É possível denunciar esse tipo de plágio também? O google considera isso como plágio?

    Responder

  6. 14 fev, 2015
    Ian Manau

    Olá! Você foi esclarecedora. Entretanto, pecou ao fazer uma introdução com QUATRO parágrafos. Quem sabe você passa a ser mais “concisa” neste sentido? De qualquer modo, parabéns mesmo assim!

    Responder

  7. 5 nov, 2015

    Muito valoroso este texto, principalmente como alertar a todos aqueles que pensam que um simples compartilhamento sem o crédito devido não resulta em nada. Sempre tomei muito cuidado ao compartilhar criações alheias, respeito o que é do outro como gosto de ser respeitada… Hoje estou fazendo uma publicação que fala sobre isto e procurando mais informações sobre o que devemos fazer, eU me deparei com este artigo da sua página, muito esclarecedor e importante. Obrigado e estou colocando o link desta página no meu blog, pois gosto do que é justo e pode ajudar muitos daqueles que sofrem a crueldade de ver um plágio do que já escreveu. Agradeço.

    Responder

  8. 20 fev, 2016

    Tive todo o texto do meu site copiado descaradamente por uma agencia chamada WEB CJB.
    Essa tal agência tem clientes que trabalham no mesmo segmento que minha empresa, e a mesma copiou todo meu site e vende o mesmo para seus clientes.
    Como temos uma ótima colocação nos buscadores, ela achou mais fácil copiar nosso texto e repassar aos seus clientes,fazendo com que eles pequem uma carona confundindo os motores de busca da internet, e praticando uma concorrência desleal e predatória.Gastamos muito com SEO, divulgação de nosso trabalho em vários canais.Mídia Impressa,Sites,Emissora de TV,etc…
    E hoje perdemos mercado para concorrência desleal (Piratas)o que tem nos causado um prejuízo enorme.
    Nosso Material é Registrado no EDA Direitos Autorais na Biblioteca Nacional

    Responder

  9. 6 mar, 2016
    Val

    Obrigada por expressar um pouco da minha revolta com esse tipo de atitude. Ver teu texto copiado em outro site provoca um sensação muito desagradável. E ainda se fazem de desentendidos.

    Responder

  10. 24 set, 2016
    L.M

    Como faço para denunciar uma foto com direitos autorais no tumblr?

    Responder

  11. 20 out, 2016

    Obrigado pelo post!

    Responder

Deixe seu comentário:





Comentários