temas

#ABBVnaWTM: Transporte Terrestre, o próximo grande fluxo de receitas adicionais

01/abr/2016
Palestra

Palestra: “Transporte terrestre: o próximo grande fluxo de receitas adicionais”. Crédito da Foto: Marcia Tanikawa

 

Por Marcia Tanikawa – Blog Os Caminhantes | Especial para a ABBV

 

Quando você viaja e desembarca no aeroporto, como faz o planejamento do seu translado do aeroporto até o destino final?

Invariavelmente, o viajante tem três opções à escolha: pedir aos amigos e parentes para o buscarem, optar por um táxi no momento do desembarque ou contratar um translado local. Qual o seu?

Foi com esta pergunta que o conferencista Andres Calvo, da empresa Holiday Taxis, guiou a palestra “Transporte terrestre: O próximo grande fluxo de receitas adicionais”, que aconteceu no palco Travel Tech no 30 de abril, durante a 4ª edição da WTM Latin America, no Expo Center Norte, centro de São Paulo. O Travel Tech Show reúne as mais importantes empresas de tecnologia focadas no setor turístico, e a proposta do palco montado nesta área da feira é oferecer uma programação à parte, focada em como cases que mostram como a tecnologia pode impulsionar novos negócios. E proposta da palestra da Holiday Taxis – um serviço de transfers que opera em mais de 11.000 destinos de 120 países em todo o mundo – era  apresentar uma pesquisa realizada pela companhia que mostrava como a tecnologia aliada do setor de transportes pode impactar em novas oportunidades de receitas.

Ao tentar entender qual é a proporção de passageiros que pagam por um transporte terrestre a partir de um aeroporto, a empresa obteve números reveladores: apenas 63% dos passageiros pesquisados efetivamente pagam por serviços de traslado – e desse número, apenas  1% planeja essa contratação com antecedência. A proporção tão diminuta em comparação com os números de outros segmentos como hospedagem e tours e o fato de que o viajante moderno já incorporou o comportamento de reservar com antecedência serviços da sua viagem mostra que, nas palavras do palestrante, “há um mercado em franca expansão no segmento de traslados, uma vez que há milhares de clientes em todo o mundo ainda a serem impactados por esse serviço”.

A companhia já está explorando esse potencial com soluções desenvolvidas dentro de casa, oferecendo uma plataforma onde o cliente pode fazer sua reserva em seu próprio idioma (são 16 idiomas no total)  faz a sua reserva em inúmeros idiomas (16 línguas no total), de forma fácil, apenas apontando as informações de saíde e chegada de seu voo, e a origem e destino da sua viagem (seja aeroporto e hotéis). No site, o procedimento é quase o mesmo que o de uma pesquisa de hotel ou de passagem aérea.N Neste mesmo canal, o cliente pode informar o número de pessoas que estão viajando juntas e o tipo de transporte preferido: transfers privados, vans, mini vans, limousines e até ônibus, caso seja um grande grupo de viajantes.

Porém, mesmo com todo o potencial do mercado, a Holiday Taxis aponta que  é preciso que tal serviço ofereça certas características críticas que são decisivamente competitivas para on mercado de reservas online:

  • A contratação dos fornecedores: Para aumentar a competitividade no mercado, o Andres aponta que é preciso explorar as oportunidades que existem na  própria oferta de transportes do local – e a negociação deve procurar manter a margem de lucros da empresa bastante reduzida para poder oferecer preços competitivos de transporte que sejam atraentes para o consumidor final;
  • Um suporte ao cliente eficiente: com uma ampla operação internacional,  a necessidade de um atendimento e suporte ao cliente 24/7 é indispensável. Além disso, a equipe oferece cobertura de emergência e aconselhamento de rotas antes, durante e depois. Esse atendimento customizado é o responsável pelos altos índices de satisfação do cliente e, portanto, pela fidelização do mesmo, que volta a procurar o serviço.

 


 

Marcia Tanikawa é autora do blog Os Caminhantes e faz parte da equipe da ABBV na cobertura da WTM Latin America 2016.

Facebook Twitter Plusone

Comentários

  1. 4 abr, 2016

    Bem interessante a palestra,mas não assisti. Esse ano foi minha estréia em WTM e fiquei meio perdida pois eram tantas novidades e queria conhecer os blogueiros que conhecia de nome e outros com quem já conversava virtualmente. Eu sempre pesquiso uma forma de usar o transporte público. Mando email para o hotel perguntando como faço para chegar lá. No entanto essa forma apresentada no nosso pp idioma facilita e pose ser em alguns caso que compense.

    Responder

  2. 4 abr, 2016

    a proposta da Holiday Taxis é bem interessante, pena não ter conseguido participar da palestra na feira. No entanto, se outros destinos forem tão caros quanto SP (R$ 500 um transfer GRU / hotel?!) acho que o serviço não vai muito longe…

    Responder

Deixe seu comentário:





Comentários