Publicado em

Entrevista da semana | Viajadora

BY: ABBV1 COMMENTS CATEGORY: Blogueiros

Queremos que você descubra um pouco mais da história de cada um dos associados da ABBV e viaje melhor com as dicas bacanas que todos têm para oferecer! Na entrevista dessa semana você vai conhecer as blogueiras Thaís Freitas e Mariana Yusim, autoras do blog Viajadora.

Thais em Bali

1. O que levou vocês a escreverem um blog de viagens? E porque escolheram este nome?

THAÍS - Sou jornalista e gosto muito de contar histórias sobre viagens e coisas interessantes que vi ou vivi, e de tanto as pessoas sugerirem que eu escrevesse esses causos e dicas, criar um blog de viagem acabou sendo uma consequência natural. Escolhi o nome Viajadora por ser curto, simples e ter a ver com os apelidos que sempre me chamaram: viajante, aventureira... Viajadora. Depois de alguns meses postando, convidei a minha amiga de infância Mariana Yusim para ser autora do blog também, já que nos damos super bem, temos um estilo de viagem parecido e frequentemente viajamos juntas, e o blog melhorou bastante desde então, com esse novo ponto de vista.

2. Qual é o perfil de vocês como viajantes, o que vocês buscam quando pegam a estrada?

Somos viajantes sem frescuras e bastante econômicas, que gostam de ver e viver o máximo possível, gastando o mínimo possível. Gostamos de ser espontâneas, ter liberdade de mudar o roteiro na hora, conhecer os moradores locais e aprender com sua forma de viver. Além disso, adoramos natureza e esportes ao ar livre, por isso nossas viagens também envolvem muitas trilhas, acampamentos e qualquer outra oportunidade de aventuras em lugares inusitados e cercados de mato.

3. Destaquem três posts de que vocês mais gostam e contem-nos o porquê.

Gostamos muito do post sobre Como viajar sem reservas nem perrengues, porque é algo de que sempre falo e incentivo meus amigos a experimentarem, e achei que o post ficou divertido; do post sobre A melhor galinha caipira da Bahia, porque me lembra um desses momentos mágicos que acontecem em viagens espontâneas; e do post com 16 dicas para acampar no Alasca, porque recebemos e-mails de pessoas agradecendo as dicas porque usaram e foram úteis, e isso é um retorno muito legal para quem escreve um blog de viagem.

4. Qual dos destinos já publicados no blog virou campeão de audiência?

Um post de destino no Brasil muito popular no blog foi Conhecendo o Parque Estadual do Ibitipoca, em Minas Gerais, que é uma ótima opção para viagens de fim de semana e feriado. Já em relação aos destinos internacionais, o que tem mais acessos é mesmo o post sobre a Full Moon Party em Koh Phangan: Réveillon inesquecível na Tailândia, por ser um destino muito popular entre os mochileiros.

Mari no Chile

5. Na opinião de vocês, qual é o grande diferencial do blog?

THAIS - Acredito que o grande diferencial do Viajadora é o nosso ponto de vista cheio de bom humor, já que buscamos escrever posts que, além de úteis, sejam também divertidos de ler. Além disso, como sou jornalista, tenho o hábito de pesquisar e apurar tudo muito bem antes de postar, resultando em informações bastante precisas e pertinentes sobre os destinos; enquanto a Mariana, com sua experiência como publicitária, busca dar um toque mais pop, bonito e que atraia mais os leitores.

6. Quando escrevem um post vocês se preocupam com o leitor, com a audiência, com o Google ou ficam focados no simples prazer de relatar e compartilhar?

Nosso principal foco ao escrever um post é mesmo o prazer de relatar e compartilhar, porque é disso que a gente gosta. Mas ao fazer isso, cuidamos sempre para que o post esteja interessante, útil e agradável para os leitores, que são a principal razão de o blog existir.

7. Como vocês cultivam a comunidade de leitores, qual é a relação de vocês com eles?

Adoramos interagir com os leitores, por isso sempre respondemos todos os e-mails e comentários deles, tanto no blog como nos perfis do Instagram e Facebook. Além disso, percebemos que muita gente gosta de compartilhar suas histórias e dicas de viagem, por isso abrimos espaço no Viajadora para que os leitores mandem posts convidados com suas dicas e causos, o que, além de divertido, é ótimo para dar uma arejada no nosso conteúdo.

8. Por que resolveram se associar à ABBV?

Sempre gostamos de acompanhar o conteúdo dos blogs associados à ABBV e tínhamos muita vontade de ser um deles, porque isso significaria uma forma de comprovação da qualidade do material que produzimos. Além disso, é uma excelente oportunidade de fazer contato com blogueiros que admiramos e de nos manter informadas sobre as questões éticas que envolvem os blogs de viagem hoje em dia, algo muito importante para quem preza por qualidade em sua produção de conteúdo.

9. Contem um mico ou perrengue de viagem?

THAIS – Um dos meus maiores perrengues de viagem foi passar 11 horas num micro-ônibus lotado indo de Maputo para Tofo, em Moçambique. O veículo, com janelas que não abriam, tinha capacidade para 15 pessoas, mas transportou 23, além de embrulhos e gaiolas com galinhas vivas, em pleno verão africano, com um calor de 40°C e Kuduro tocando no último volume a viagem inteira. Foi um sofrimento, mas valeu muito a pena quando chegamos nas praias de Tofo! Isso sem falar na história pra contar, que acabou rendendo o post A pior jornada da minha vida: 11 horas numa chapa em Moçambique.

10. Qual a meta 2014 para o blog?

Nossa meta para 2014 é melhorar o layout do Viajadora e torná-lo cada vez mais profissional, com mais destinos e conteúdo útil para quem busca dicas de viagens. Aprimorar nossa forma de escrever, inovar nos posts com mais recursos gráficos e vídeos e, quem sabe, fechar alguma parceria, para que a gente possa financiar mais viagens e aventuras.

10331635_764492033581990_737315431_n

Você acabou de conhecer a Jornalista Thaís Freitas e a Publicitária Mariana Yusim do Blog Viajadora.

Favorite já | Viajadora

Curta Viajadora no Facebook: Viajadora

________________

Fotos: Viajadora

________________

Veja aqui as entrevistas anteriores com os Associados ABBV!

Publicado em Blogueiros Tags , , ,

ONE COMMENT

Jodie - posted on 28/04/2016 04:10
Reply

. Even without a knowledge of British Israeli history you can tell there's a deep-seated hatred of Isonil.Karweng the history certainly puts England's current attitudes into context.


Deixe um comentário

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.