Publicado em

Entrevista da semana | Janela para o Mundo

BY: ABBV0 COMMENTS CATEGORY: Blogueiros

Queremos que você descubra um pouco mais da história de cada um dos associados da ABBV e viaje melhor com as dicas bacanas que todos têm para oferecer! Na entrevista dessa semana você vai conhecer a blogueira Rachel Duarte do Blog Janela para o Mundo.

vienna - austria

1. O que levou você a escrever um blog de viagens? E porque escolheu este nome?

Foram dois fatores que me fizeram a ter um blog de viagens: 1) a necessidade de passar para frente coisas fantásticas, e as nem tão fantásticas, que conhecemos e descobrimos nas viagens para as outras pessoas e 2) a grande falta de memória!

Meu primeiro “click” do blog foi durante minha viagem á África. Essa viagem foi tão mágica pra mim que eu senti que deveria escrever algum coisa sobre essa experiência para as pessoas saberem um pouquinho de como foi essa aventura.
Além disso, quando alguém vem me perguntar de dicas de viagem eu sempre esqueço um monte de coisa, um monte de detalhe. Se me perguntarem quanto foi, qual o transporte que usei, como faz para chegar, onde me hospedei... eu quase nunca sei responder. Minha memória me faz passar muita vergonha nessas horas (e em outras também). E juntando esses fatores o blog nasceu!

Mesmo sendo o tipo de pessoa que faz questão de sentar no corredor, o nome veio do gosto de olhar as nuvens pela janela do avião, aquelas nuvens fofas que dá vontade de ficar pulando de uma para outra. Daí fiquei pensando em um nome que tivesse alguma ligação com isso. Cheguei a pensar em Janela para o céu, Janela para as nuvens, mas achei todos esses meio mórbido, sabe? Tipo nome de funerária. Hahaha. Eis que surgiu, entre outras opções, o Janela para o Mundo para nomear o blog.

2. Qual é o seu perfil como viajante, o que você busca quando pega a estrada?

Já fiz o estilo mochileira, de dormir em colchão fino ouvindo as conversas da galera da barraca do lado. Mas com o tempo isso foi mudando e hoje em dia não me vejo mais nos perrengues básicos e normais de camping, a não ser que seja necessário e não tenha outra opção. Gosto de viajar com um certo conforto, não precisa ser 5 estrelas, travesseiro de pena de ganso, tudo luxuoso. Mas uma cama gostosa que me faça acordar bem no dia seguinte me agrada bastante.
Não faço o estilo de viajante que começa o dia ás 7 da manhã pronto para o desbravamento. Não consigo. Gosto de levar a viagem de forma mais leve, sem correria e compromissos. Se não der para ir em uma atração hoje, eu vou amanhã ou depois de amanhã. Devido à isso, eu sempre tento ficar o máximo de dias possíveis para poder conhecer o lugar de maneira tranquila e proveitosa.

Eu sempre busco coisas novas, diferenças culturais, sabores novos. Tudo o que for diferente. O contraste me traz um novo olhar e outras formas de pensar as coisas corriqueiras do dia-a-dia.

3. Destaque três posts de que você mais gosta e conte-nos o porquê.

- Cape Town: foi devido a viagem à África que todo o blog começou e Cape Town foi o primeiro post. Não tem como não ser um dos preferidos.

- Safári: foi uma delícia escrever esse post. Eu revivia cada momento da viagem a cada frase que se formava. Foi super difícil escolher as fotos, eu queria colocar todas!

- Praga – 5 dados importantes: eu morei por um tempo em Praga e adoro essa cidade. Escrever sobre ela é uma delícia, pois é como reviver e lembrar todas as histórias e fatos que aconteceram durante a minha temporada tcheca.

4. Qual dos destinos já publicados no blog virou campeão de audiência?

África do Sul é disparado o destino mais lido.

safari - kruger park - africa

5. Na sua opinião, qual é o grande diferencial do seu blog?

Eu só dou opinião sobre os lugares onde fui de uma maneira bem sincera (se gostei ou não gostei isso fica bem claro). Além disso, eu escrevo como eu falo com os meus amigos, com um toque de humor.
Fora os lugares viajados, eu procuro escrever posts sobre coisas interessantes e curiosidades relacionados a qualquer lugar do mundo.

6. Quando escreve um post você se preocupa com o leitor, com a audiência, com o Google ou fica focado no simples prazer de relatar e compartilhar?

Eu me preocupo com o leitor em primeiro lugar. Até porque eu também sou leitora e acesso diversos blogs (de viagem, moda, culinária, tecnologia...) em busca de informações. Sendo assim, eu me coloco no lugar de quem estiver lendo o meu blog para fazer dele o mais informativo e prazeroso possível. Acho que a partir daí, as consequências vêm de forma espontânea.

7. Como você cultiva sua comunidade de leitores, qual é sua relação com eles?

Além de escrever de forma direta aos leitores e atualizar o blog sempre que possível, o Janela possui uma fanpage no Facebook, uma conta no Instagram e uma no Twitter que são atualizados diariamente com fotos e legendas. Assim o vínculo com o leitor fica mais próximo.

8. Por que você resolveu se associar à ABBV?

Eu sou completamente nova nesse ramo da escrita de viagem (de qualquer escrita, na real). A partir do momento que comecei o blog, senti a necessidade de me associar à ABBV para trocar idéias, conhecer melhor o mercado, ampliar o campo de trabalho, saber se estou no caminho certo.

9. Conte um mico ou perrengue de viagem?

Não consigo pensar em outra história a não ser minha prisão em Dublin. Sim, prisão.
Tudo aconteceu no dia 30 de dezembro de 2009 quando saí de Praga rumo á Dublin encontrar com uma amiga para depois irmos passar nosso reveillon na Escócia. Ou seja, Dublin só seria um caminho de passagem. Como qualquer destino europeu, uma reserva de hotel ou uma carta de hospedagem deve ser apresentada à polícia de imigração mostrando que você tem onde ficar. Pois bem, essa minha amiga achou melhor uma outra amiga dela, que tem cidadania portuguesa, redigir essa carta para mim por achar que somente europeus poderiam fazê-la. Eu, completamente leiga no assunto (e pelo visto a minha amiga e a dela também) aceitei a carta e resolvemos combinar de sabermos coisas básicas sobre uma e outra, tipo nome, onde trabalha, onde no conhecemos. Mas não combinamos o “Quanto tempo vocês se conhecem?”, e depois de ligar para essa amiga da minha amiga e escutar uma resposta diferente da minha, eu fui parar no xilindró irlandês. Lembrando que era dia 30 de dezembro!! Esse, com certeza, foi o reveillon mais inesquecível da minha vida, sem espaço para lapso de memória! No final tudo ocorreu bem, e para começar bem o ano de 2010, no dia 1º de janeiro eu fui liberada e voei de volta para Praga.

10. Qual sua meta 2014 para o blog?

Minha meta é que o blog cresça bastante, cativando cada vez mais leitores, para poder espalhar mais por aí minhas opniões dos lugares que fui. Ainda tem muitas viagens que não estão no blog e que quero acrescentar também. Fora os lugares novos que viajo e que quero escrever logo. Ou seja, que venham muitas viagens, muitas escritas, muito crescimento e conhecimento.

curitiba - brasil

Você acabou de conhecer a Designer de Interiores Rachel Duarte do Blog Janela para o Mundo.

Favorite já | Janela para o Mundo

Siga Janela para o Mundo no twitter: @janela_mundo

Custa Janela para o Mundo no Facebook: Janela para o Mundo

Siga Janela para o Mundo no instagram: @janelaparaomundo

________________

Fotos: Janela para o Mundo

________________

Veja aqui as entrevistas anteriores com os Associados ABBV!

Publicado em Blogueiros Tags ,

Deixe um comentário