Publicado em

Você deveria pensar seriamente no nicho do seu blog de viagem

BY: ABBV0 COMMENTS CATEGORY: Criação de conteúdo, Mercado

Por Priscila Britto, autora do Festivalando, blog especialista em viagens para festivais de música e turismo musical. 

O digital nasceu para a conversa qualificada e não para dar tiro de canhão. Faz pouco tempo, vi esse comentário no Twitter da consultora e professora Liliane Ferrari, que inclusive já palestrou para membros da ABBV. A frase foi dita numa conversa com Rosana Hermann sobre a errônea fixação por números astronômicos de likes, views e seguidores.

Ela resume bem a natureza do digital, que favorece a formação de comunidades e uma comunicação mais dirigida no lugar de uma estratégia que prioriza falar com todos e obter o máximo alcance. É o lugar do nicho e não o da massa - por mais tentadores que os grandes números sejam.

Quem é você na fila do pão?

Eu não fazia ideia disso quando eu e a Gracielle colocamos no ar quatro anos atrás o Festivalando, nosso blog de viagem para festivais de música e turismo musical. Pra falar a verdade, a gente não sabia de muita coisa naquela época, rs. Mas ao longo do caminho e hoje, mais do que nunca, foi ficando claro que ter um nicho definido no segmento de viagem foi um dos fatores que nos fez avançar.

Com os nossos pageviews de um blog de porte médio e pouco menos de 15 mil seguidores somadas as redes sociais, é bem provável que não teríamos o currículo que temos hoje se não fosse pelo nosso recorte.

Fazemos parte de um universo de mais de 60 mil blogs de viagem no Brasil, com alguns grandes blogs muito bem estabelecidos, que já fazem um trabalho irreparável e completo de viagem como um todo, num plano macro. A essa altura do mercado, quais chances tem alguém que estaciona no arroz com feijão das "dicas de viagem"? E o que ganha o viajante com mais um blog de dicas gerais, em meio a tantos que já existem?

Até porque, em última análise, todo blog de viagem é um blog de dicas; o trabalho é definir para qual tipo de turista e tipo de viagem essas dicas vão ser direcionadas.

Um roteiro preciso

Antes de tudo, ter um nicho te dá precisão na comunicação. Não só na definição do seu público e delimitação do mercado em que você vai atuar como também em elementos correlacionados a esse trabalho: na construção da sua marca, na comunicação da sua missão, na definição da sua estratégia editorial e comercial e na transmissão desse recorte para a audiência e para o mercado.

Essa clareza faz toda diferença num mundo de informação abundante e caótica, tanto para quem comunica quanto para quem recebe a informação.

Diferencie-se para chamar atenção

Quando você se posiciona dentro de um nicho, consegue também a diferenciação, o que é um trunfo no meio digital. Primeiro, porque isso te permite chamar atenção num ambiente de profusão de informação, com conteúdo sendo despejado a todo momento.

Por mais diminuto que seja o seu nicho, o seu público vai te achar e vai se agregar em torno de você por identificação e por necessidade, já que o seu blog atende como nenhum outro as demandas dele.

Receber e-mails de gente falando que tinha encontrado no Festivalando o seu lugar quando o blog não tinha nem 500 page views mensais foi uma grande prova disso, e na época eu nem fazia ideia do que isso representava.

Segundo, a diferenciação abre caminho para a especialização, o que por sua vez é um dos elementos que te ajuda a construir autoridade, um ativo fundamental para um blog de viagem, que é ancorado em experiências e recomendações pessoais.

Se o Festivalando foi convidado para entrar na rede de blogs da MTV Brasil e ser embaixador do Lollapalooza Brasil com apenas seis meses de existência, e hoje pode ostentar ter sido parceiro do Spotify e ao mesmo tempo ser referência acadêmica e palestrante na ABAV, isso se deve à escolha do nicho e ao trabalho consistente que fizemos em cima dele.

E não são só os blogs individualmente que podem se beneficiar ao se posicionarem dentro de um nicho. A blogosfera como um todo se torna mais diversa. Consequentemente, fica mais atrativa para diferentes grupos de pessoas e também para uma variedade maior de potenciais parceiros do mercado, o que se converte em mais oportunidades para blogueiros. Enfim, um cenário mais qualificado com menos tiro de canhão e mais flechas certeiras, com o foco em nichos.

Publicado em Criação de conteúdo, Mercado Tags ,

Deixe um comentário